Menu

CCE apresenta o Processo de Desenvolvimento de Software da UFPR

Foi finalizado hoje 01/03/2013 o PDS-UFPR (Processo de Desenvolvimento de Software). O PDS-UFPR visa definir ações e processos para o desenvolvimento de software na UFPR. O processo foi conduzido pelo Sr. Antonio Rodrigues Barros, Coordenador da Divisão de Sistemas de Informação do CCE após emissão da Ordem de Serviço da Direção do CCE nro 03/2012-CCE e alterada pela Ordem de Serviço 04/2012-CCE que constituiu equipe formada por Analistas de TI do CCE e foi baseado no processo adotado pelo Framework Demoiselle utilizado pelo SERPRO, porém adaptado às necessidades do CCE e da UFPR.

O PDS-UFPR é um processo de desenvolvimento de software inspirado em metodologias ágeis, construído para apoiar o desenvolvimento de aplicações para a UFPR com o uso do Framework Demoiselle. Ele está apoiado em 5 pilares:

·         simplicidade;

·         liberdade;

·         iteratividade;

·         foco em testes e arquitetura de software; e

·         alinhamento com o Framework Demoiselle.

A simplicidade do PDS-UFPR é um princípio que se traduz em documentação e artefatos simples e suficientes para o desenvolvimento de um software com qualidade. Trata-se, portanto, de produzir apenas a documentação e os artefatos necessários para atender as expectativas do cliente.

A liberdade do PDS-UFPR refere-se à possibilidade de uso, adaptação e redistribuição deste sem restrições. Assim, qualquer pessoa ou grupo de pessoas que tiver interesse em usar, adaptar ou redistribuir o PDS-UFPR pode fazê-lo sem se preocupar com quaisquer restrições legais de autoria.

O PDS-UFPR também é iterativo, ou seja, o seu ciclo de vida é particionado em intervalos de tempo (iterações), normalmente regulares e pequenos, que têm por objetivo o desenvolvimento de documentos ou incrementos de software integráveis. Essa prática visa uma maior facilidade de integração de código de software e validação dos artefatos por parte do cliente e, consequentemente, diminui os custos de integração e a probabilidade de insatisfação do cliente com o produto final.

O foco em testes e arquitetura de software traduz-se em práticas como o desenvolvimento orientado a testes (TDD – Test-Driven Development) e na execução de diversos tipos de validação de software e de verificação de documentos ao longo do processo de desenvolvimento, a fim de aumentar a sua qualidade desde o início. Além disso, o processo preza por uma modelagem de arquitetura refinada, como forma de minimizar riscos e apoiar o desenvolvimento de sistemas escaláveis.

Por fim, o PDS-UFPR é alinhado ao Framework Demoiselle. Entretanto, pode ser aplicado independente do framework utilizado.

O novo processo pode ser acessado na IntranetUFPR, foi desenvolvido também uma notação mais alinhada ao modelo de negócios baseada na notação BPMN além do descritivo de todo o processo pode ser encontrada em formato PDF.

O processo visa trazer efetividade, padronização e agilidade no desenvolvimento de softwares institucionais, segundo Édson Flávio de Souza,  Diretor do CCE.

Fonte: www.cce.ufpr.br

UFPR nas Redes Sociais

Universidade Federal do Paraná
Pró-Reitoria de Administração
Rua Dr. Faivre 405, 2º andar | Fone: (41) 3360-5292
CEP 80.060-140 | Centro | Curitiba | PR | Brasil


©2023 - Universidade Federal do Paraná

Desenvolvido em Software Livre e hospedado pelo Centro de Computação Eletrônica da UFPR