Menu

Conversa sobre segurança integra o projeto “Viver a UFPR”

“O Papo é Segurança”. O assunto da palestra desta quinta-feira (15), promovida pelo Projeto “Viver a UFPR”. Para falar sobre o tema, no Teatro da Reitoria, às 9 horas, esteve presente o tenente-coronel Douglas Sabatini Dabul, comandante do Batalhão de Polícia Escolar Comunitária (BPEC) e coordenador do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd).

A conversa iniciou com uma encenação sobre o uso de drogas, apresentada por policiais/atores da Polícia Militar. O objetivo “é levar informações através do teatro, normalmente a imprudência no trânsito e à violência estão ligados ao uso do álcool e das drogas” explicou o tenente-coronel. Na continuidade, Dabul apontou como fatores de risco os exemplos absorvidos em casa, em relação ao cigarro e ao álcool, por exemplo. “O trabalho de prevenção inicia a partir de casa, os familiares devem colaborar para a diminuição da vulnerabilidade do jovem”, acrescentou.

Determinantes ─ Outro determinante é a curiosidade, “são muitas as informações a respeito do assunto, mas estas devem ser processadas de maneira correta”, destacou o coordenador do Proerd. A influência dos amigos também é outro fator determinante no comportamento dos jovens quando são convidados para uma festa, a maioria deles pensa no consumo do álcool. Segundo o palestrante, quanto às crianças, estas são diretamente influenciadas pela publicidade, como no caso das animações. Já os adultos, homens principalmente, são direcionados a associar o uso do álcool à conquista de mulheres bonitas.

O uso de drogas também pode ser atribuído à vaidade ─ existem drogas responsáveis pelo emagrecimento ou pelo crescimento da musculatura, os anabolizantes. Maior ou menor poder aquisitivo pode ser causa de transtornos com relação às drogas, ” quem tem dinheiro é alvo e quem não tem está sujeito a se tornar um marginal”, acentuou o tenente-coronel. Na oportunidade, ele destacou ainda a importância das ações de prevenção: “para que exista um crime é necessário ter a vítima, o bandido e a oportunidade. Este é o ponto, é preciso evitar a oportunidade”, relatou.

Multiplicadores ─ É importante que todos os participantes levem para seus setores, para casa e para seus amigos um pouco desta conversa. Todos nós somos responsáveis pela segurança. Portanto, ao vermos algum ato ilícito devemos imediatamente comunicá-lo aos órgão competentes para que sejam tomadas as devidas providências. A intenção das iniciativas do Projeto “Viver a UFPR” é conscientizar as pessoas sobre as questões de segurança. “Agora, é o momento de plantar”, disse na ocasião o pró-reitor de Administração professor Paulo Krüger.

Sônia Loyola

Tags: , ,

UFPR nas Redes Sociais

Universidade Federal do Paraná
Pró-Reitoria de Administração
Rua Dr. Faivre 405, 2º andar | Fone: (41) 3360-5292
CEP 80.060-140 | Centro | Curitiba | PR | Brasil


©2023 - Universidade Federal do Paraná

Desenvolvido em Software Livre e hospedado pelo Centro de Computação Eletrônica da UFPR